11.07.2011

Manual de instruções

Decorei o número de passos que dou de cada que atravesso esta rua. Não é muito frequente passar por aqui, mas às vezes o meu coração sente necessidade de recuar no tempo e relembrar toda esta calçada que pisou durante o tempo em que chorava e sofria por alguém que só lhe atrasava os batimentos cardíacos. Há quem lhe chame Passado, eu, pessoalmente, chamo-lhe tormento.
Queria acreditar que te esqueceria quando alguém ocupasse, finalmente, o teu lugar. Mas o meu coração não é um caderno de rascunhos e por isso não o posso modificar de acordo com os meus gosto e as minhas vontades... Seria, realmente, bom se assim fosse!
Um dia ensinas-me a comandar o coração do mesmo jeito que tu comandas o teu, de forma a esquecer e a amar com facilidade; Um dia explicas-me como é que consegues abrir o coração sem o perder. Talvez nesse dia compreendas que estas nossas diferenças nos aproximam mais do que alguma vez pensámos.

Um beijo.

16 comentários:

words. disse...

uma palavra para este teu texto : PERFEITO ! adorei completamente.

Incógnita disse...

por muito que doa recordar, o coração vai querer sempre recuar no tempo, para recuperar o impossível..

Sofia Guedes disse...

está maravilhoso!

Jéssica disse...

dói muito (re)viver recordações e memórias do passado ! cria em nós uma nostálgia enorme, um sentimento de perda infindável, um aperto no coração todas as vezes que pensamos nisso... compreendo-te perfeitamente ! muita força *

Clarinha disse...

nossa, que lindo ! Essas recordações doem um pouco, mas no futuro só trarão pensamentos bons..

Bjs
http://maviealeatoire.blogspot.com/

Andreia' disse...

Adoreei!
Força *

Cláudia disse...

Ai, até me arrepiei :O
Nunca li uma coisa tão bonita, sentida e vinda profundamente do coração :b
E este som? Condiz com todos os textos, dá-lhes mais sentido, fazendo com que a gente chore e fique emocionada :) Opá, amo este som, ai, não há palavras :O
O amor só nos faz sofrer, mas porquê? As coisas poderiam ser mais fáceis, não? Já estás como eu, a sofrer por alguém que nem sequer merece, mas temos que ter esperança, de que um dia irá aparecer alguém que ocupe o lugar do outro, e que nos ame de verdade :)
E aquele passarinho ? Tão lindo, ai que fofinho, gostei.
O teu blog é fantástico, vou seguir, quero seguir o teu blog :)
Olha, será que me podes dizer como se chama o som?
Beijinho*

Jéssica disse...

fantásticos são os teus textos :') *

Cláudia disse...

Ai, vou chorar outra vez, hoje estou muito sentimental, não posso ouvir estas músicas :d
Muito obrigada querida *.*

Jéssica disse...

oh, nada comparada a ti ;) escreves mesmo muito bem ! mas obrigada *

Cláudia disse...

És como, admiro muito esse tipo de música, faz-nos pensar na Vida e em tudo o que se passa em volta dela :) Para além, de ser a cura para o stress xD

Jéssica disse...

acredita que a escrita me alivia imenso ! é uma espécie de refugio para a minha monotonia.

Litopedian disse...

Sei como isso é. Toda a cidade onde vivo, todas as ruas que percorro, trazem consigo aquelas memórias penosas que me esforço por esquecer.

Sofia Guedes disse...

achas mesmo lindo? $:

Sofia Guedes disse...

isso é muito bom *.*

paulamaria disse...

estou a seguir com carinho.