10.30.2011

Volta amanhã

Ainda há minutos estavas aqui, abraçada a mim, a sussurrares-me ao ouvido o amor que o teu coração tem por mim. 
Passou rápido, tão rápido que eu nem consegui matar todas as saudades e dizer-te que te amo as vezes suficientes para que percebesses que és realmente importante, independentemente, de todos os distúrbios e controvérsias que nos surgem ao longo da travessia. 

O amor é mesmo assim, muito amigo para nos fazer sorrir e óptimo inimigo para nos ver sofrer. É fantástica a forma como ele nos domina... A forma como ele comanda o nosso coração e nos torna nostálgicos ao ponto de nos fazer derramar uma quantidade de lágrimas incalculável.

(...) 

As marcas que deixas em mim são constantes e as mais recentes nunca provocam o esquecimento das do passado. São elas que me acompanham todos os dias, para qualquer lado que eu vá. Andam sempre de mão dada comigo, a fazer o papel que tu farias se cá estivesses todos os dias. À noite, adormecem abraçadas a mim, e, ao meu ouvido, dizem-me constantemente e com enorme suavidade que longe ou perto, tu só me amas a mim de forma diferente, de todas as outras formas e que não o irás sentir por mais ninguém. É extraordinária a forma amorosa e cuidadosa que têm na escolha das palavras para me denunciarem tal certeza.

Sabes onde me encontro, agora? Sentada no lado esquerdo da minha cama, onde, na noite passada, adormeceste abraçada a mim. Faz-me falta o teu cheiro, o teu sorriso, o teu abraço. Faz-me falta o teu respirar junto do meu pescoço. Faz-me falta a tua voz e as tuas palavras que percorrem todo o meu corpo até encontrarem lugar no meu coração. Tu confundes-te com o que eu sou. Estás emaranhada em mim, no meu coração talvez. Há em nós qualquer coisa muito superior à distância, talvez seja a coragem de lutar e permanecer ou se calhar há em cada uma de nós um pedaço da outra. Tu estás em mim... Eu estou em ti...

Hoje é o dia de recuperar forças e me preparar para mais uma viagem onde irei entrelaçar os meus dedos nas marcas que deixas em mim para que elas me minimizem a dor da saudade e não me deixem sozinha a suportar a tua ausência. Hoje é o dia de eu trancar a porta, fechar a janela e mergulhar na escuridão do meu ser, dizendo, baixinho, que, agora emais que nunca, sou tua. Hoje vamos adormecer as duas, esquecendo o lado de lá porque o lado de cá, esse sim, pertence-nos... É nosso! Hoje vamos abraçar-nos mutuamente e vamos adormecer, não no meu nem no teu, mas sim, No Nosso Mundo!

7 comentários:

Vanessa Leitão disse...

está mesmo lindo!

Pedacinhos de mim disse...

Lindo de se ler, adorei mesmo :)*

Anónimo disse...

Poucas horas passaram e eu ja estou com as maiores saudades que alguem pode ter. o que eu dava para poder ficar contigo aí, bem juntinha a ti!
So tu sabes o quanto diferente é este amor mesmo nao havendo mesmo definição possivel! Sabes que estou aqui para qualquer coisa, nao sabes? Sabes tambem que te amo com todas as forças do mundo? Es quem me faz feliz, es a miuda mais linda do mundo! Prometi nunca te deixar e acredita que vou cumprir, ate porque sem ti nao sou nada e contigo a meu lado sim, eu fico completa!
Amo-te , amo-te muito mais do que pensas!
Perdi-me dentro de ti, com o maior amor que se pode dar a alguem!
Estou aqui, somente para ti!
Tu que és o meu mundo, sabes? Hoje e sempre, durmo agarrada a ti e sempre que adormeço encontro-te mais num sonho lindo, naquele NOSSO MUNDO!
Nao quero mais ninguem , porque eu ja tenho a melhor coisa do mundo <3

Ana Mourão disse...

Hoje amo-te a ti independentemente das poucas vezes que nos vemos, temos uma amizade linda e não irá ser a distância nem ninguém que irá impedir que isto dê os frutos que tem que dar. AMO-TE, SEMPRE!

Vanessa Leitão disse...

obrigada Ana. Adorei as fotografias que tens no outro blog *.*

Ms disse...

tambem achei piada a frase, e como se enquadra a mim ... e obrigada :)

Diogo Passos disse...

Olá meu amor *.*
Hoje já te disse que és a mulher da minha vida? És mesmo meu amor, és aquela miúda com quem eu sempre sonhei mas nunca encontrara, até que te conheci e desde aí, tudo ganhou mais cor e emoção! *.*
Amo-te e ontem disseram-me "tanto para ti como para ela: não estraguem um ano por um dia, pensem mais no vosso bem-estar, a sério" e concordo e por isso peço-te assim seja, lutar incondicionalmente por o nosso bem-estar, não que dantes não o fizéssemos pois caso contrário não tínhamos chegado tão longe, mas caramba, um ano Ana, um ano, acho que este facto torna a relação mais importante que a maioria das coisas. Amo-te de todas as maneiras possíveis e com a maior intensidade do mundo, sabes bem que nunca duvidei de ti. És o bater do meu coração, a composição do ar puro que me permite sobreviver e sobretudo, és o que me faz feliz. ADMITO AQUI, MAIS UMA VEZ NA VIDA, QUE SEM TI, NADA TEM SIGNIFICADO E QUE VOU LUTAR COM TUDO PARA QUE TUDO SEJA PERFEITO! Amo-te, amo-te, amo-te e amo-te e estava aqui a tarde toda a dizer que te amo mas estou a preparar uma coisa melhor que isso para o dia 11, verás. EU AMO A ANA MOURÃO!