4.02.2011

Aquilo que realmente amamos, é aquilo que realmente nos angustia

- Em que é que estás a pensar?
- Estou a pensar naquele dia de Dezembro... quando me foste procurar.
Ele respira sobre o meu cabelo, desta vez quase no pescoço provocando-me arrepios e eu acrescento:
- Dava tudo para ter sabido disso...
- E eu dava tudo para que o tivesses sabido. E quem me dera ter sabido que teria feito diferença.
- Podes crer que teria.
- As coisas ainda podem ser diferentes, amor.
- Não, não me chames isso... Eu sou casada Andy. - digo-lhe afastando ao de leve a sua mão da minha, ao ponto que ele a deixa cair e diz:
- Eu sei, mas...
- Mas... o quê?
- Mas eu não consigo deixar de... querer muito ficar contigo.
- Agora? Esta noite? Amanhã?
- Sim Emily! Agora, esta noite, amanhã, no dia a seguir,...
Cheiro-lhe a pele e murmuro o seu nome, sem saber se estaria a protestar ou render-me.
Ele abana a cabeça, põe o seu dedo nos meus lábios, olha-me nos olhos e sussurra:
- Eu... amo-te, Emily.
É uma declaração, mas soa mais a uma promessa e, sentindo o coração a explodir, não consigo evitar fechar os olhos e dizer-lhe o mesmo.


8 comentários:

Diogo Passos disse...

Está lindo amor! *.*

joanarocha :) disse...

que bonito *.*

Brunaa disse...

Não sei o que se passou, mas n me apareces como seguidora querida :)... passa no meu blog e ve isso

Verinha disse...

tambem nao tenho muita celulite mas desde o ano que começou a aparecer e quero mesmo atenuar para nao piorar :s enfim, coisas de mulheres nao é verdade??
eu sou uma viciada em chocolate mesmo eheheh é impossivel resistir lhe. tou a ver que somos duas ;)

está lindo lindo o post :D

Vanessa Ariana disse...

Adorei. :)

usha. disse...

gosto muito também *.*

João Fonseca disse...

Que texto fantástico, um momento pequenino mas que acaba por dizer tanto...
O amor irá ser sempre um universo complexo repleto de outros universos igualmente complexos dentro de si... É estranho mas muito bom.

Sara Louro disse...

adorei o teu texto! *.*