2.23.2011

Ele não te ligou pois não ?

À medida que a minha vida começa a mudar de direcção, agarro-me aos meus sonhos, com uma mão e aos mais próximos com a outra. Fecho olhos e penso de novo na quantidade de dias que eu já vivi e que já desperdicei, já passou tanto tempo. Podem não ter sido dias tão excitantes como ter começado um caso amoroso com um estranho, ser sequestrada durante um julgamento de um assassino mas, de várias maneiras, já passei muito do que vivi a sorrir (por tudo e por quase nada) e isso tornou-se o melhor de tudo. Tenho solidez. Um cerne de solidez e ternura. Uma base na amizade e na família: as coisas simples que são realmente importantes, as coisas que perduram.
O encanto dele não estava no mistério. Talvez eu não o conhecesse bem mas conhecia-o de um modo importante. Profundamente. Sabia de onde ele vinha. Conhecia as pessoas que ele amava e que o amavam.
Mas a verdade é que o meu coração ainda pula quando, justamente, penso em ti. É mesmo coisa dele. E porque não queres saber de mim, prefiro pensar em ti do que falar de ti. São coisas tão próximas, mas tão distintas.
É por isso que respiro fundo e escolho cuidadosamente o que dizer. Tenho a sensação de que estou a ser avaliada e não quero faltar à verdade, porque no fundo quero mostrar-me forte.

5 comentários:

Diogo Passos disse...

Lindo amor *

Jú S disse...

se eu escrevo bem então tu :o

David Rodrigues disse...

Lino amor :$

Jú S disse...

oin, eu não acho nada demais :$ mas muito obrigada :)
acredita que também admiro imenso a forma como escreves *.*

David Rodrigues disse...

Lindo*


Eu gosto amor.